Usuário
Password
Esqueceu sua senha?

Um pouco de história

Wines of Argentina

Em 1993, no âmbito da Associação Vitivinícola Argentina, cria-se o "embrião" da atual organização: "Argentine Top Wines", agrupamento integrado por pouco mais de uma dúzia de vinícolas exportadoras, com vinhos de alto reconhecimento no mercado local e um incipiente conhecimento em algumas praças do exterior.

Dois anos mais tarde, em 1995, assina-se o “Acordo para a Promoção de Vinhos Finos Argentinos no Exterior”, formando parte o Governo Nacional e Provincial (Chancelaria da Nação, Fundação Exportar, Pro Mendoza e “Promex” do Ministério de Agricultura), e a totalidade das vinícolas exportadoras da Argentina.

Decide-se utilizar uma marca-país do setor para começar a difusão em eventos e feiras internacionais. Assim surge "Wines of Argentina".

O Primeiro Escritório de RRPP e Imprensa no Reino Unido começa a trabalhar em 1998, ano em que também acontece o Primeiro Annual Tasting em Londres, com a participação de 35 Vinícolas e a colaboração da Chancelaria Argentina e a Fundação Exportar.
Em 1999 cria-se um Fundo Específico para a Promoção dos vinhos argentinos nos mercados do Reino Unido e EEUU.

Em 2002, realiza-se o primeiro seminário-oficina da WOFA a fim de definir o novo perfil da entidade e os recursos necessários para executar os objetivos da Wines of Argentina para o próximo triênio.

Um ano depois realiza-se uma pesquisa acerca dos atributos da marca Argentina e a categoria de vinhos no exterior. Neste sentido, desenha-se a nova imagem institucional e cria-se a primeira campanha publicitária, que é lançada nos Estados Unidos, Inglaterra e Brasil em 2004.

Atualmente, Wines of Argentina está presente com diversas ações em 50 países e mais de 72 cidades do mundo.
É por isto que o objetivo a futuro é continuar construindo a imagem e marca "Argentina" no mercado vitivinícola através de ações de comunicação, capacitação, transferência de conhecimentos e uma constante busca de excelência na qualidade da promoção dos vinhos argentinos.