Usuário
Password
Esqueceu sua senha?

Tucumán

Altura do vinhedo: 1.700 a 2.500 metros sobre o nível do mar
Temperatura média anual: 24 °C
Chuva média anual: 300mm por ano
Superfície de vinhedos: 93,40 ha
Principais regiões: Colalao del Valle.
Varietais predominantes: Malbec, Cabernet Sauvignon, Syrah, Tannat, Bonarda e Torrontés.

A vitivinicultura se desenvolve no Valle Calchaquí entre os 1.800 e quase 3.000 metros sobre o nível do mar, um dos mais altos do mundo, o qual comparte com as províncias de Salta, ao norte, e Catamarca ao Sul. As localidades de Amaicha del Valle, Colalao del Valle e Quilmes, onde estão os vinhedos, pertencem ao departamento de Tafí del Valle que, com 14.933 habitantes distribuídos em 2.741 km2, é o menos densamente povoado da província: 5,4 hab/km2.

As variedades implantadas em Tucumán são: Tannat, Malbec, Syrah, Bonarda, Cabernet Sauvignon e Torrontés. Estas últimas duas se destacam pela excelente conjugação que se consegue entre a identidade que o terroir calchaquí outorga e as qualidades típicas da variedade.

A região apresenta condição ímpar, graças a imponente altitude, não menor a 1.700 metros, e que em alguns pontos supera os 2.500. A forte influencia do sol, os ventos suaves que sopram constantemente de norte a sul e o solo franco arenoso, permeável e profundo, junto com uma enorme amplitude térmica, fazem com que o vinho tucumano apresente cores brilhantes, com aromas simples e especiados junto com sabores doces, frutados e maduros com o equilíbrio justo de álcool. 


São vinhos fortes e estruturados. As condições de clima, solo, altura e a disponibilidade de água pura de degelo para a irrigação, além de uma modalidade de trabalho orgânico, dão lugar a uma produção da mais alta qualidade.

Mapa da região

[regiones:tucumanVideo]